apoio às PME no Litoral Alentejano

Plano de apoio às PME no Litoral Alentejano

Apoiar o tecido empresarial português, em particular as micro, pequenas e médias empresas com plano de apoio às PME no Litoral Alentejano é, nesta fase de mitigação da pandemia da COVID-19, uma das principais prioridades da CIMAL – Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral, e dos cinco municípios que a integram, Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines. Neste sentido foi criado um ambicioso programa de colaboração e apoio às empresas da região, em parceria com a consultora Deloitte, e cujo arranque está marcado para 19 de maio, com a disponibilização de uma linha de atendimento gratuita para o registo de solicitações das PME

O programa inclui um conjunto de serviços especializados na área da gestão, fiscalidade, jurídica e operacional, para auxiliar as empresas na tomada de decisão e implementação de medidas de resposta durante todo o ciclo de gestão de crise que as empresas enfrentam.

“Tendo em conta o atual cenário de crise por todos vivido, uma situação sem precedentes, os cinco municípios do litoral alentejano colocaram-se de imediato numa posição solidária com o tecido empresarial da região, considerando urgente a adoção de medidas não só de proteção, mas que vão mais além no auxílio às pequenas e médias empresas, que representam uma enorme fatia da economia local”, explica o presidente da CIMAL e do município de Alcácer do Sal, Vítor Proença.

“É nosso grande objetivo conseguir mitigar ao máximo todos os efeitos que os empresários estão a sentir neste momento de crise. Sentimos que ao criar esta plataforma em colaboração com a Deloitte, uma empresa com larga experiência no mercado, vamos conseguir chegar a um grande número de empresários que, neste momento, atravessam momentos difíceis decorrentes da crise causada pela COVID-19”, acrescenta o presidente da CIMAL.

Equipa multidisciplinar

O projeto incluiu a constituição de uma equipa multidisciplinar de cariz municipal – composta por representantes dos cinco municípios do Litoral Alentejano, da CIMAL e da Deloitte – e terá as seguintes competências:

– Disponibilizar informação prática ao nível das obrigações fiscais e incentivos (como medidas de apoio à tesouraria, acesso a linhas de crédito, medidas de continuidade de negócios e emprego);

– Disponibilizar informação ao nível do direito do trabalho e empresarial (como medidas laborais de apoio a empresas e trabalhadores, regimes de lay-off, processos de execução);

– Partilhar conhecimento especializado, em termos de negócio, finanças, recursos humanos, comunicação;

– Propor medidas de emergência a aplicar de imediato, de forma a limitar o impacto financeiro;

– Identificar medidas de curto-prazo que permitam operar o negócio;

– Recomendar medidas que visem retomar a normalidade dos negócios.

“É para nós, os cinco municípios do litoral alentejano, urgente atuar de forma rápida e eficaz na resposta às necessidades das PME´s do território do Alentejo Litoral. Temos felizmente um grande número de empresários bastante empenhados em conseguir manter a sustentabilidade do seu negócio e em garantir a continuidade dos postos de trabalho durante estes tempos difíceis, com os quais se deparam. Estes empresários revelam neste momento uma grande capacidade de resistência e resiliência. Queremos, com a implementação desta plataforma, mostrar que podem contar com os autarcas para ultrapassar a crise sentida”, afirma Vítor Proença.

Fonte: CM Alcácer do Sal

DutchEnglishFrenchGermanItalianNorwegianPortugueseSpanish
error: Content is protected !!