A Cidade de Sines, antiga vila piscatória com uma baía lindíssima e uma praia procurada por muitos,

Monumentos no Litoral Alentejano

Sines | Setúbal | Portugal

O Castelo e Sines é um dos raros exemplos de castelo medieval construído na linha costeira. Um dos melhores miradouros para a baía foi construído na primeira metade do século XV, acolhia o povo aquando dos ataques dos corsários, tendo sido em 1517 doado à Ordem de Santiago.

O castelo está decididamente ligado à fundação do concelho pois foi exigida a sua construção por Dom Pedro I para que fosse concedido o foral à povoação e a consequente autonomia administrativa em relação ao Concelho de Santiago do Cacém.

Edificado sobre um ponto da falésia, onde houveram sucessivas ocupações desde o Paleolítico. As escavações arqueológicas revelam agora a existência de cantarias romanas e visigóticas, vestigios de um  possível reaproveitamento de materiais pertencentes a uma basílica visigótica do século VII, situada nas proximidades do local.Segundo a tradição, Vasco da Gama terá nascido da Torre de Menagem do Castelo, quando o seu pai, Estêvão, foi alcaide da vila de Sines

Um dos melhores miradouros para a baía foi construído na primeira metade do século XV
O castelo está decididamente ligado à fundação do concelho pois foi exigida a sua construção por Dom Pedro I
Foto: CM Sines

Forte do Revelim

Forte do Revelim (ou de Nossa Senhora das Salas) no extremo oeste de Sines, funcionava em conjunto com o Castelo na defesa da vila.

Construído no século XVII, sobre projecto do engenheiro do rei, Massai, para defender, em conjunto com o castelo, os habitantes e embarcações de Sines dos corsários e piratas que proliferavam na nossa costa. Há conhecimento deste pequeno forte ter guarnição até 1844.

Forte do Revelim (ou de Nossa Senhora das Salas) no extremo oeste de Sines, funcionava em conjunto com o Castelo na defesa da vila.
Foto: CM Sines

Fortes da Ilha do Pessegueiro -- Porto Côvo

Terão sido os Cartagineses os primeiros a estabelecerem-se na Ilha antes ainda da II Guerra Púnica (218-202 a. C.). Mais tarde entre o sec.I e Sec V foram os Romanos que aí estabeleceram um centro um centro produtor de preparados de peixe do qual restam vestigios dos tanques de salga. Foi durante séculos refúgio de piratas e este facto terá sido o factor determinante para que em 1588 ter inicio da construção do forte.

Esta construção é interrompida devido à construção do Forte de S, Clemente em Vila Nova de Mil Fontes.

Filipe III em 1603, recomeça a construção mas todo este projecto que incluia um porto maritimo é pouco depois interrompida definitivamente. Entre 1661 e 1690 é concluido o “Forte de Fora”.

Ilha do Pessegueiro aerial view - Porto Covo - 4K Ultra HD

Entre 1661 e 1690 é concluido o “Forte de Fora”. Destinado defender a costa de piratas e corsários foi mandado edificar por Dom Pedro II . Era então usado em conjunto com o fortim erigido na própria ilha, arruinado pelo terramoto de 1755. É conhecida a existência de guarnição até pelo menos 1844.

Entre 1661 e 1690 é concluido o "Forte de Fora"
Foto: CM Sines
DutchEnglishFrenchGermanItalianNorwegianPortugueseSpanish
error: Content is protected !!