Com uma vista sobranceira sobre o rio e as planícies o Castelo de Alcácer do sal garantiu uma importante defesa sobre aquele importante meio de comunicação

Monumentos no Litoral Alentejano

Em Alcácer do Sal, o Castelo milenar agora albergando a pousada D. Sancho II

Com uma vista sobranceira sobre o rio e as planícies o Castelo de Alcácer do sal garantiu uma importante defesa sobre aquele importante meio de comunicação.

O castelo muçulmano de Alcácer do Sal assenta na continuidade das edificações da Idade do Ferro e romanas remontando ao séc. VI a.C., a ocupação do cerro.

Cripta Arqueológica do Castelo de Alcácer do Sal

Tendo sido cidade episcopal após a queda do Império Romano do Ocidente Al-Kasr Abu Danis continua já na época islâmica a ser um importante centro urbano e militar .

No ano 966, dizem as crónicas, terá sido atacado por uma armada Viking tendo esta fracassado devido à poderosa defesa que o castelo oferecia.Já nos séc. XI/XII segundo Ebne Almunime Alhimiari “Cidade do Andaluz a quatro jornadas de Silves. É uma bela cidade de grandeza média, situada nas margens de um grande rio que os barcos sobem. Todos os terrenos próximos estão cobertos de bosques de pinheiros, graças aos quais se constroem muitos navios. O território desta cidade é fértil e produz em abundância lacticínios, mel e carne. A distância que separa Alcácer do mar é de vinte milhas.”

Entre 1151 e 1157, D. Afonso Henriques fez inúmeras tentativas para tomar o castelo tendo-o conseguido-o com o auxílio dos cavaleiros da Ordem de Sant’Iago tendo sido doado 1186, por D. Sancho I a esta mesma Ordem, tendo sido perdido novamente em 1191, para o exército almoada. Foi depois definitivamente conquistado em 1217, por Afonso II.

A partir do séc. XV, o castelo apesar de ter perdido a sua vocação militar, é frequentado pelos reis D. João II e D. Manuel I, tendo este último inclusivamente casado aqui em 1500 com a infanta D. Maria. A partir do séc. XVI o Convento Carmelita de Aracelli terá ocupado o castelo até 1834.

A Alma e a Gente - I #25 - D.Afonso, O Que Foi Gafo (Alcácer do Sal) - 09 Ago 2003

As muralhas e as torres em taipa, remontam talvez ao séc. XII ou mesmo a um período anterior, A Torre Albarrã ainda hoje bem visivel junto ao pano de muralha voltado a sul, be como uma torre convertida em torre sineira. Dentro das muralhas pode ainda ver-se as ruínas do convento de Aracelli agora transformado em Pousada, a igreja de Santa Maria do Castelo (romano-gótica, séc. XIII), vestígios da malha urbana de diferentes épocas e estruturas de habitação da Idade do Ferro, Romanas e Árabes.

DutchEnglishFrenchGermanItalianNorwegianPortugueseSpanish
error: Content is protected !!